O site da Contabilidade Cidadã utiliza cookies. Saiba mais sobre nossas Políticas de Cookies clicando aqui. Ao navegar você concorda com a sua utilização.
Saiba mais sobre os cookies em nossa Advertência Jurídica e Políticas de Privacidade

Como fazer um relatório contábil de qualidade em 4 passos

Como fazer um relatório contábil de qualidade em 4 passos

Para dar suporte ao empresário e ao gerente de uma empresa, é muito importante que o contador faça um relatório contábil de qualidade, que passe informações precisas e de fácil entendimento. Tais dados ofertados são essenciais para conhecer a situação financeira da companhia e planejar estratégias de negócio.

Um relatório contábil ideal é aquele que apresenta informações de maneira detalhada, completa, bem organizada e compreensível, contando com dados relevantes e influentes.

A análise desse relatório pode fornecer embasamento para a tomada de decisões, evitando a alocação de recursos de maneira errônea e impactando diretamente os resultados do negócio de seu cliente.

No post de hoje, vamos verificar quatro passos para fazer um relatório contábil de qualidade. Confira!

Qual a relevância do relatório contábil?

O relatório contábil é uma forma prática e resumida pela qual as ciências contábeis demonstram os dados econômico-financeiros de uma empresa durante um determinado período. Isso você já sabe, porém, dar ênfase em melhorar ao máximo o seu relatório ajudará a gestão de empresa por parte dos seus clientes.

Focar em entregar a melhor informação, de maneira clara, tem grande relevância para uma estratégia de gerenciamento de empresas, já que o seu cliente necessita do máximo de dados, dispostos para uma fácil compreensão, uma vez que ele pode não ter um grande conhecimento sobre contabilidade.

Quais são os passos para um relatório de qualidade?

Reunimos algumas boas práticas que podem auxiliar você na montagem de um relatório contábil de qualidade de forma mais eficiente.

1. Elabore um bom plano de contas

O primeiro passo para buscar a qualidade e a eficiência na produção de seu relatório contábil é a elaboração do plano de contas. Essa lista vai contar com todos os registros existentes na empresa do seu cliente.

Assim, esse plano deverá deixar explícita toda a hierarquia dos elementos e a estrutura dos balanços e demonstrações. Essa organização ditará o nível de detalhamento encontrado posteriormente em seu relatório.

2. Provisione todos os valores

Outra boa prática para garantir a confiabilidade de seu relatório é o provisionamento de valores. Muitos profissionais não utilizam essa prática, o que acaba por afetar a informação demonstrada no relatório contábil.

Se uma conta não for provisionada e o devedor não a quitar totalmente, isso não será visualizado no balancete de verificação. Consequentemente, o balancete não conseguirá desempenhar a sua função e você não poderá se atentar a essa informação.

Todos os valores a serem recebidos e pagos em curto e longo prazo devem ser devidamente provisionados. Assim, qualquer irregularidade será apontada pelo balancete de verificação ou por qualquer um dos outros relatórios contábeis.

3. Trabalhe junto ao seu cliente

É comum que o gestor que contrata um contador não confie no resultado final que lhe é entregue. Para evitar que isso aconteça com você, busque o máximo de informações possível, fazendo com que ele entenda que é necessário colaborar com você para, juntos, obterem êxito na montagem de um relatório de qualidade.

Quando ele perceber que você deseja uma parceria para realizar um bom trabalho, poderá surgir um relacionamento de confiança mútua, o que facilitará o seu ofício e, consequentemente, melhorará seus resultados na hora de montar os relatórios.

4. Utilize um centro de custo

Não utilizar a segmentação por centros de custo é um erro comum, geralmente praticado em pequenas empresas.

O ideal é realizar a segmentação de acordo com cada serviço ou produto comercializado pela empresa. Dessa maneira, são contabilizadas receitas e despesas de acordo com a solução que gerou cada gasto ou ganho.

Essa divisão segmentada entregará informações muito mais detalhadas para uso na tomada de decisões por parte do gestor.

Ao fazer uso dessas práticas apresentadas, combinadas com ferramentas que auxiliem o recebimento de suas contas, temos certeza de que a empresa do seu cliente poderá contar com um relatório contábil de qualidade.

Saiba como se tornar um Analista Fiscal e Impulsionar sua carreira profissional em apenas 30 dias! Adquirindo o treinamento de Analista Fiscal, ganhe inteiramente grátis o curso de Analista em eSocial, ganhe também o curso de Especialista em SPED, ganhe o curso de Contabilidade na Prática e ainda o livro digital Descomplicando o SPED. Corra, esta é a última semana de inscrição e as vagas estão acabando. Clique aqui e garanta sua vaga!

Gerencianet

Envie seu comentário